Uma miríade de ideias.
Navegação

Você também pode navegar através do teclado:

:Próximo post
: Post anterior

No Twitter

Argumento válido

O professor possui diversos turnos de trabalho para compor a renda que considera adequada e justa, contudo, é o que o mercado de trabalho tem feito em todas as áreas. Ora, um profissional de saúde possui muitos trabalhos e isso é comum. Talvez mais bem remunerado mas, principalmente, é o comum. Quantos profissionais de áreas diversas também são professores? E não é greve que resolve mas que a sociedade compreenda a importância do serviço que é prestado pelo profissional. E isso não há tradição em nosso país.

Argumento duvidoso

A análise de ambos os artigos carecem de fontes. Tudo o que é colococado está em formato de crônica. Há aqui uma questão específica no texto da Gazeta do Povo, em que coloca “Os alunos, cada vez mais desmotivados e apáticos…”. O professor tem necessidade de motivar os alunos.

Análise geral

Percebi em ambos os textos (e outros que consultei) um pouco de vitimismo por parte dos professores, vez que o mercado de trabalho atual solicita a praticamente todas as classes maior demanda e maior empenho na construção do conhecimento, daí a tendência às especializações. Ora, não serão os professores que talvez tenham de mudar a maneira como veem as coisas e lutar mais por uma maneira adequada de trabalho de que instituições que o “respeitem”?
Compartilho ainda o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=0AJW9GAOKKc