Uma miríade de ideias.
Navegação

Você também pode navegar através do teclado:

:Próximo post
: Post anterior

No Twitter

 

A mídia é importante para produzir sua opinião e propagar tais informações para conduzir a população a seguir um outro modo de vida.

Ela deixa explícita que se não mudarmos nossas atitudes em relação a vida que levamos não poderemos ter um mundo para viver em boas condições, assim eles acabam passando que temos de viver um outro modo de vida, modificando nossos hábitos e atitudes, como coleta seletiva, economia de água, sustentabilidade, sendo assim nos tornando ecologicamente corretos.

A mídia está construindo uma Pedagogia Cultural, passando a ensinar o modo que devemos fazer as coisas, como comportamento, consumo e gerenciamento das atitudes, nos tornando aprendizes no modo de produzir vida frente a crise ambiental.

Para isso eles usam o biopoder, que é um poder sobre a vida, focando a gestão da vida da população, usando técnicas de prevenção e seguridade para que haja bem-estar da massa, agindo de forma individualizada para que todos saibam que fazem parte e são necessários para a mudança do planeta, assim passam a agir a serviço da coletividade.

Outra estratégia é a biopolítica, que é uma forma mais sutil de abordagem, usa a defesa da sociedade e convoca a cada um fazer a sua parte, só que com discursos mais pesados que causam a sensação de impotência, que não há forma de escapar pois somos nós que destruímos o planeta e acabamos com o recursos naturais e assim acaba reduzindo a Educação Ambiental.

Assim o texto fecha com um pensamento de quais atitudes devemos tomar com essa massa que está sendo atingida por esses discursos, como criarmos uma resistência para que possamos passar adiante uma forma de não entrar no fluxo e assim olhar de forma diferente para nossa liberdade de passar de uma forma livre a Educação Ambiental.