Uma miríade de ideias.
Navegação

Você também pode navegar através do teclado:

:Próximo post
: Post anterior

No Twitter

 

A imagem para análise claramente trata de uma avaliação classificatória de acordo com as definições tratadas pela autora. É possível dizer que a maior parte do que se tem como avaliação no cotidiano contemporâneo, em sua maior parte, trata essa maneira de avaliar como a mais adequada, quiçá a única, contudo trata-se de situação oposta em que o aluno se torna excelente em responder a perguntas que caem nas provas, contudo, não necessariamente um profundo conhecedor das competências pretendidas para aquela disciplina, menos ainda talvez: Torna-se um simples repetidor sem pensamento crítico suficiente a ponto de expressar, elaborar e expandir o próprio conhecimento.

Pela tirinha se observa um aluno que não conhece o assunto proposto e um professor que não se preocupa em avaliar o aluno, outrossim apenas que tal aluno seja capaz de repetir, ressonar o conceito aprendido mas não apreendido eis que tal situação torna excelentes alunos, que não se contentam em simplesmente repetirem o que ouviram, aleijões, andrajosos, marginais; por outra matiz, alunos que são medíocres mas possuem boa memória obtém melhor desempenho escolar mas são, como o nome diz, medíocres.